Por que terceirizar as atividades do programa de qualidade de vida

Cada dia mais empresas optam por terceirizar as atividades do programa de qualidade de vida.

Isso porque elevar o padrão de qualidade de vida dos colaboradores de uma empresa é um grande desafio. A execução de um programa que torne esse objetivo possível requer estratégia e boas prática.

É sobre isso que vamos conversar neste artigo.

Continue lendo para entender porque a terceirização é uma boa escolha!

Terceirizar as atividades do programa de qualidade de vida é uma boa escolha?

A prática da terceirização, ou seja, da contratação de fornecedores especializados para executar serviços e colocar projetos em prática é bem conhecida nas áreas operacionais de muitas empresas.

Já nas atividades mais estratégicas, tais como um programa de qualidade de vida, terceirizar não é muito corriqueiro.

Isso tem mudado nos últimos anos, à medida que a terceirização foi se popularizando no Brasil.

Em um programa de qualidade de vida, ou seja, no alinhamento de saúde e bem-estar dos colaboradores com os objetivos estratégicos do negócio, terceirizar as atividades pode ser uma excelente opção.

Dentre os principais objetivos da prática, destacam-se:

  • Redução de custos: um bom fornecedor ajuda a formatar o melhor programa e torna os investimentos mais previsíveis e controláveis; fornece métodos que se encaixam na realidade de cada negócio visando diminuir custos médicos e financeiros, por exemplo;
  • Ganho de especialidade: nem sempre a empresa dispõe de pessoal qualificado ou de experiência para colocar o programa em prática. Contratando um fornecedor especializado, está trazendo expertise e conhecimento aplicável.
  • Facilidade de mensuração de resultados: um programa de qualidade de vida também pode ser algo bastante subjetivo, especialmente quando falamos em justificar investimentos e mensurar resultados. Com um fornecedor especializado, fica mais fácil demonstrar o alcance de objetivos e metas do que quando tudo é tocado internamente;
  • Garantia da utilização das melhores práticas: no dia a dia competitivo atual, fica difícil para o time interno se atualizar quanto às práticas e tendências em saúde e bem-estar dos colaboradores. Nisso também terceirizar as atividades do programa de qualidade de vida pode ser muito útil;
  • Mais estratégia: muitas vezes, a alta hierarquia das empresas é reticente quanto à implementação de um programa de qualidade de vida por não reconhecer que isso pode ser feito de maneira estratégica. Um bom fornecedor de serviços em qualidade de vida e saúde dos colaboradores pode ajudar a formatar o alinhamento entre os objetivos do programa com as diretrizes do negócio.

Que cuidados tomar ao terceirizar as atividades do programa de qualidade de vida?

Dentro disso, para terceirizar as atividades do programa de qualidade de vida, é preciso buscar um fornecedor com bastante conhecimento e experiência no mercado.

Aqui estão algumas dicas para não errar na escolha:

  • Avalie a experiência do fornecedor: verifique quais empresas ele já atendeu, que resultados já obteve (ou forneceu), enfim, vá além do discurso comercial; converse com clientes que já foram atendidos para obter referência;
  • Firme um acordo de níveis de serviços: coloque no papel tudo o que o fornecedor vai entregar, da maneira mais detalhada possível. Dessa forma, fica mais fácil cobrar resultados;
  • Avalie constantemente os resultados: revisite periodicamente o planejamento e solicite ao fornecedor os ajustes necessários para garantir bons resultados.

Que tal, você já pensou em terceirizar as atividades do programa de qualidade de vida da sua empresa? Deixe seu comentário!